Fábio Bastos - Desenvolvedor WordPress em BH. Desenvolvimento Front-end e Back-End

Desenvolvedor WordPress, Web Designer e Programador

WordPress como ferramenta de Comunicação e Marketing Digital – Parte II (SEO)


wordpress & seo - Alavancas para o marketing digitalContinuando a série de posts que visa a apresentar o WordPress como uma ferramenta importante na prática de Comunicação e Marketing Digital, dessa vez mostrarei como o trabalho de SEO (Otimização de Ferramentas de Busca) pode ser facilitado. Apesar de sabermos que o SEO não depende somente da otimização da página (códigos, conteúdo, títulos, meta tags, etc), essa parte do trabalho pode ser feita de maneira mais rápida com o WordPress, sobrando tempo para a otimização externa (link building, criação de conteúdo relevante, Redes Sociais, etc).

Antes de começar a mostrar as vantagens do WordPress para se trabalhar com SEO, vale lembrar que o próprio Matt Cutts, especialista da equipe do Google e referência mundial, já afirmou em uma palestra que o “WordPress dá conta de 80 a 90% da mecânica do SEO”. Veja aqui a fonte.

URLs amigáveis

O WordPress traz, de forma nativa, a estrutura das URLs amigáveis pronta para simplesmente ser acionada nas suas configurações. Isso ajuda muito no SEO, pois, assim, a URL do site, em vez de apresentar parâmentros do tipo “seudominio.com.br/?p=X”, mostra semanticamente o conteúdo daquela página, por exemplo, “seudominio.com.br/pagina-exemplo/pagina-filha” e por aí vai.

Configuração dos Permalinks no WordPress

Rel Canonical

Quando criamos um site, ele pode ser acessado por diferentes URLs. O usuário pode, ou não, escrever o “www” antes do domínio, ou o site pode criar diferentes tipos de parâmetro para casos de páginas dinâmicas. Consequemente, isso afeta a otimização do site, pois o Googlebot interpretaria como páginas diferentes com o mesmo conteúdo, e isso seria conteúdo duplicado para o robô.

Para evitar o conteúdo duplicado, o atributo rel=”canonical” mostra qual é a página “verdadeira” daquele conteúdo. O WordPress já faz isso automaticamente, inclusive redirecionando para a página correta, caso ela seja acessada com um parâmetro diferente, com ou sem “www”, de acordo da configuração geral da ferramenta (veja imagem abaixo).

definindo url canonical do site em Configurações -> Geral

Ajuste de Títulos, URL e Conteúdo

Na página de inclusão e edição de conteúdo do WordPress, você consegue editar o título do post ou da página e o slug (url do post) separadamente. Assim, você consegue diminuir esse slug, que é gerado automaticamente quando você escreve o título, fazendo com que somente as palavras-chave essenciais fiquem ali.

Definindo Título e Slug do Post no WordPress

Plugins que ajudam no SEO

Não vou listar muitos plugins aqui, apenas falar de dois importantes e até bem-parecidos. Um deles, mais simples, é o All In One SEO. Ele permite que você defina a tag <title> de cada página ou post separadamente do título que aparecerá na tela. Isso ajuda a focar mais em palavras-chave, pensando sempre no que o usuário escreveria na busca do Google e inserindo no <title> diretamente. Além disso, você pode definir também o conteúdo da meta tag Desription para cada página dentro do tamanho certo para o Snippet do Google.

Já o WordPress SEO by Yoast é um plugin mais completo, faz a mesma coisa que o All In One, mas traz mais funcionalidades. Com ele, na própria tela de postagem, você já vê uma simulação do Snippet do Google, além de poder definir a palavra-chave foco daquela postagem para que o plugin mostre se você a colocou em todos os lugares corretos para que ela tenha uma boa densidade.

Além disso, o WordPress SEO permite que você crie o sitemap.xml; defina templates de títulos, caso não sejam inseridos em toda página; integre o Facebook OpenGraph ao site; crie menus breadcrumbs e melhore a estrutura de links internos, URLs amigáveis, entre outras funcionalidades.

Desempenho do Site

Claro que também dependemos do servidor. Então, além de escolher um bom servidor de hospedagem, manter o WordPress sempre atualizado garante melhor desempenho, principalmente com os plugins, que também precisam ser sempre atualizados. Além disso, alguns plugins, como o WP_Cache, fazem o site ficar ainda mais veloz, criando um cache para as páginas, como se as transformasse em arquivos HTML facilmente legíveis pelo servidor, sem precisar fazer requisições ao banco de dados, aumentando muito a velocidade do site, fator importante de rankeamento para o Google.

Conclusão

Apesar de todas essas facilidades que o WordPress proporciona, inclusive para Matt Cutts e outros especialistas, o importante mesmo é ter conteúdo único e relevante para tornar-se uma referência e, posteriormente, estar bem posicionado no Google. Além disso, interações em redes sociais que reforcem a marca e seu site também são alguns dos principais fatores, então, mãos à obra.


Tags: , , ,

Deixe uma resposta